segunda-feira, 11 de abril de 2011

Aula oito...

O Processo Diagnóstico

Esquema seqüencial da epistemologia convergente


Ações entrevistador
Procedimentos internos do entrevistador
SINTOMAS
EOCA
·         Ler sistemas de hipóteses,
·         Organizar o 1º sistema de hipóteses,
·         Traçar linha de investigação.
PATOGOLIA
Testes
·         Escolher os instrumentos,
·         Elaborar o 2º sistema de hipóteses,
·         Traças linha de investigação.
ETIOLOGIA
Anamnese
·         Verificar e descartar o 2º sistema,
·         Formular o 3º sistema de hipóteses.

Elaboração do Informativo
·         Elaborar uma imagem do sujeito articulando a aprendizagem com aspectos energéticos, estruturais, atuais e históricos.


Visca:



Quanto maior for o que conheço maior vai ser a capacidade de prognostico, quanto menor for o que conheço menor vai ser a capacidade de prognostico!

Esquema evolutivo da aprendizagem
Nível de organização
·         Protoaprendizagem: primeiras relações vinculares
·         Deuteroaprendizagem: aprendizagem no meio familiar
·         Aprendizagem assistemática: aprendizagem na comunidade
·         Aprendizagem sistemática: aprendizagem na educação formal



O processo corretor
“processo é o transcurso do que vai se sucedendo e é uma característica de toda coisa, de estar, a cada instante, de uma forma distinta da anterior. Processo é sinônimo do que esta para acontecer, ou seja, é um movimento pelo qual as coisas se transformam”.
Visca

“corretor: esta formado pelas raízes co e regir sendo 1º prefixo latino da preposição “com” e sendo a 2ª ação do correto funcionamento de um aparelho ou organismo”.
Visca

Unidade de análise
1.    A relação
·         Assimétrica
·         Exige adaptação ativa
·         Envolve uma tarefa
“o agente corretor opera como um continente transformador dos conteúdos não metabolizados do sujeito”.

2.    O sujeito
·         Semiologia (sintomas)
·         Patologia (obstáculos)

3.    O agente corretor
·         Recursos clínicos

Os recursos
1.    Incide sobre alguma conduta com o intuito de modificá-la;
2.    Tem como base uma hipótese baseada no existente, na variável e no emergente;
3.    cada recurso é um diferente forma de uma mesma entidade;
4.    deve por em jogo a resposta mais ativa possível, por parte de sujeito;
5.    a eficácia só será comprovada pelo emergente imediato ou mediato.

Os recursos são formas de modificar as condutas da criança frente a aprendizagem

Quais são os recursos?
Mudança de situação
·         modificação de uma ou parte de uma constante de enquadramento,
·         produz uma modificação do subsistema (personalidade)

Informação
·         é dar ao sujeito um elemento para que a criança busque a resposta,
·         pode ser:
o    intrabox (no consultório)
o    extrabox (fora do consultório)
·         informação com redundância

Modelo de alternativas múltiplas
·         enumeração não taxativa de ações para o sujeito

Acréscimo de modelo
·         não é um “contra-modelo” mas sim a ampliação da conduta do sujeito

Mostra
·         é ação não verbalizada que pode recair sobre:
o    os objetos,
o    a relação do sujeito com os objetos,
o    a relação do sujeito consigo mesmo.

Explicação intra-psiquica
·         descrição e explicação dos mecanismo energéticos e estruturais utilizados na aprendizagem.

Assinalamento e interpretação
·         comunicação respectivamente incompleta ou completa de um segmento de conduta

Dramatização
·         situação cotidianas (familiares, escola...)

indicação FILME: “Elefante”



ELEFANTE - Um belo dia de outono, tão belo que não merecia ser ofuscado. Mas mesmo na tranqüilidade de um subúrbio em Portland (no estado norte-americano de Oregon), a latente agressividade humana se sobressai. Elefante, de Gus Van Sant, baseia-se no mesmo argumento que Tiros em Columbine de Michael Moore, o assassinato de 14 jovens e um professor em Columbine High School, em 1999, por dois estudantes. Contudo, esse filme mostra-se diferente da ótima película de Moore. A narrativa parte da perspectiva de alguns alunos, envolvidos de alguma forma na iminente tragédia. A obscuridade da mente confusa dos adolescentes ganha espaço e mostra do que é capaz. Sem apelar para a violência gratuita, ou o sensacionalismo Van Sant, consegue perpetuar na memória de cada espectador as impressões de uma tragédia que chocou e botou em xeque o “American way of life”.
Gênero: Drama
Duração: 81 min.
Ano de Lançamento (EUA): 2003
Diretor: Gus Van Sant
Distribuidora: HBO Films


Nenhum comentário:

Postar um comentário